O IPAD

NASCE

O Instituto Pensamentos e Ações para Defesa da Democracia - IPAD nasce da necessidade de construção de uma agenda por reformas sustentáveis identificada com os interesses maiores dos grupos sociais que predominam na periferia. Vivemos em tempos marcados pelo fortalecimento de vozes que negam a política, a democracia, os direitos fundamentais e entendem o mundo social como espaço da intolerância, hostilidade e supressão de direitos, além da supremacia do Mercado sobre as outras instâncias sociais e dimensões humanas. Nesse contexto, são as pessoas das periferias - jovens, negras, indígenas, quilombolas - a grande maioria da sociedade, que sofrem o maior impacto das formas variadas de agressão, interdição, controle e intolerância que caracterizam as forças que ampliam sua presença no mundo social.

SE PROPÕE

O IPAD é um centro plural de formação política, com prioridade para jovens negros que formam a periferia em todo Brasil. Investe na construção de metodologias, conceitos, proposições e ações que ampliem as possibilidades de reinvenção das formas de fazer política e de se relacionar com a instância pública da sociedade brasileira a partir da radicalização da democracia. Para tal, constrói em seu percurso formativo uma ambiência política que amplie a capacidade conceitual, teórica e metodológica de organização e de mobilização de núcleos locais de formação em defesa da democracia — capazes de radicalizar a democracia em suas redes e territórios. Nesse sentido, contribui para a construção de uma inteligência coletiva, plural e qualificada para agir em defesa da vida, dos direitos sociais e da liberdade ruma a dignidade humana em todos os aspectos.